OABPlanejamento

8 erros para evitar nos estudos para a prova da OAB

Por setembro 3, 2020setembro 9th, 2020Sem comentários
Erros na preparação da prova da OAB

O Exame de Ordem é a grande preocupação dos bacharéis em Direito que estão próximos de concluir a sua graduação. Mas existem alguns erros que devem ser evitados nos estudos para a prova da OAB.

Para evitá-los, o futuro advogado deve conhece muito bem os erros mais comuns na hora dos estudos que a maioria dos candidatos comete.

Ter ciência disso é estar um passo à frente e mais próximo do sonho de ter a tão almejada “vermelhinha”, que é a carteira da OAB.

Sabendo que a prova da OAB é extensa e tem duas fases, é preciso compreender que você terá de estudar diversos assuntos.

Por isso, é importante que seja feita uma preparação da melhor maneira, além de um bom planejamento para chegar no exame com conhecimento e confiança.

Confira abaixo os principais erros nos estudos para a prova da OAB e saiba como evitá-los!

1. Estudar tudo de todas as matérias

Segundo o especialista em OAB da EduQC, Fabrizio Rubinstein, um dos principais erros que os candidatos cometem na hora dos estudos para o Exame de Ordem é tentar estudar todas as 17 disciplinas para a primeira fase de uma vez.

Estudar a fundo 17 disciplinas demanda tempo e, nesse caso, por mais que o candidato tenha a estimativa de um ano de estudos, ele não terá tempo hábil para se dedicar da forma certa para cada disciplina.

Além disso, não tem a necessidade de estudar todas as matérias de forma mais completa para fazer a primeira fase, já que necessita somente de 40 pontos para ser aprovado.

2. Estudar somente o que gosta

A prova da OAB exige que o candidato tenha conhecimentos sobre os 17 ramos do Direito em sua primeira fase, por isso, negligenciar alguma dessas disciplinas nos estudos pode ser um dos erros fatais em sua trajetória.

Claro que é compreensível que nem todo mundo tenha afinidade com todas as matérias, ou mesmo tempo para se dedicar a fundo a cada uma delas, mas é bom que haja ao menos uma base de conhecimento.

A aprovação no Exame da Ordem está atrelada ao empenho em aprender. Deixar de estudar alguma disciplina porque não é uma de suas favoritas, põe em risco toda a prova.

3. Não definir a bibliografia

Já na prova da segunda fase da OAB, um dos erros do candidato nos seus estudos é não ter a bibliografia adequada para fazer a sua prova.

Por exemplo: se o aluno estuda para Direito Administrativo, ele não tem a necessidade de comprar todos os livros possíveis. Nesse caso, é preciso saber quais livros seriam eficientes para fazer a sua peça e responder as perguntas.

Não necessariamente um bom livro, que seja muito vendido e mais teórico, será o melhor para o dia do seu exame. O ideal é o candidato poder consultar edições anteriores e pesquisar resenhas.

Também é interessante conversar com colegas que já fizeram a prova anteriormente para saber quais são os melhores livros indicados para fazer a peça e responder as questões da segunda fase.

4. Não ter uma rotina de estudos

Um problema na preparação para a primeira fase da prova da Ordem é a falta de organização e uma rotina de estudos definida.

Não existe um padrão de rotina definido para todos aqueles que estão se preparando, porque cada pessoa tem uma rotina diária e tempo livre para dedicar-se aos estudos, diferentemente do outro.

Mas, nesse sentido, o importante é a qualidade e não a quantidade de horas que serão dedicadas a estudar para a prova da OAB.

Ter consciência de seus próprios limites e não estabelecer cargas de estudos pesadas demais, também é importante.

Erros nos estudos para a OAB5. Desorganização

Uma ordem recomendada pelo professor Fabrizio para manter os estudos para a prova da OAB é iniciar por Ética Profissional, seguida de Direito Constitucional e Direito Administrativo.

A partir disso, o candidato pode seguir entre dois caminhos, podendo estudar Direito Penal e Processo Penal ou Direito Civil e Processo Civil; ou Direito do Trabalho e Processo do Trabalho, que são as principais disciplinas.

No que se refere às outras disciplinas, elas podem ser consideradas complementares. Estar organizado e ter metas de estudos dentro de sua realidade, evita que a preparação para a prova da OAB seja feita sem regularidade e com erros.

Seguir uma linha de raciocínio é importante. Ficar pulando de matéria em matéria, de diversas áreas em um mesmo dia, impede que o assunto seja realmente compreendido.

6. Ignorar simulados

Deixar de praticar questões posteriores é também um dos erros comuns de muitos estudantes durante os estudos para a prova da OAB.

Imprimir provas anteriores e responder, possibilita que o candidato tenha uma noção do tempo que gasta em cada uma delas, sendo possível que fique mais claro quais são os seus pontos fortes e fracos em cada disciplina.

7. Não manter o emocional em dia

A mente é a principal ferramenta usada durante uma prova. Se ela estiver instável emocionalmente, o desempenho do candidato não será dos melhores.

O Exame da Ordem é muito importante para quem deseja uma carreira como advogado. A pressão que isso gera pode causar nervosismo e ansiedade.

Trabalhar o emocional durante a preparação para a prova para chegar mais tranquilo no dia, pode render um melhor desempenho.

É indicado que seja reservado um tempo para o lazer após uma rotina de estudos. Ter folgas ajuda a não ficar sobrecarregado ou com a mente cansada no dia do exame.

8. Não fazer notas

A revisão é um dos pontos mais importantes para quem deseja a aprovação na OAB. Para que seja possível revisar, primeiro o candidato deve fazer as suas próprias anotações.

Seus resumos e anotações servirão como forma de otimizar os estudos.

Ter em mente esses erros que podem acontecer é bom, visto que dá a possibilidade do candidato se organizar para que não os cometa.

Precisa de ajuda para organizar seus estudos para a OAB? Conheça a EduQC OAB!

Deixe um comentário