Dicas

Revisão para concursos: o que você precisa saber

Por julho 6, 2020julho 16th, 2020Sem comentários
Revisão para concursos

Quando você estuda para concursos, lembra de fazer a revisão? Uma realidade é que essa é uma etapa muito importante da sua preparação.

Junto com a teoria e a prática, forma os três pilares para um estudo eficiente. A questão é saber qual é a melhor forma e tempo ideal para revisar.

E se você está com dúvidas sobre como começar uma boa revisão para concursos, esse post é para você.

O que você vai encontrar aqui?

Qual a importância de revisar?

No mundo dos concursos públicos, é preciso aprender inúmeras leis, doutrinas e conteúdos. A realidade é que isso não é fácil e, se não for estudado direito, a chance de esquecer boa parte é grande.

A revisão é fundamental para quem estuda para concursos, pois o processo de revisar ajuda a fixar o conteúdo que foi estudado.

Isso acontece porque a repetição leva à absorção do máximo de conteúdo possível. Quando não se estimula o cérebro, é natural que aquilo que foi estudado seja esquecido.

Para entender melhor porque isso acontece, vamos utilizar o conceito de Curva de Esquecimento.

Curva do Esquecimento

A Curva do Esquecimento foi criada pelo psicólogo Hermann Ebbinghaus. A teoria indica como as informações são perdidas quando não há tentativa de retê-las.

Após estudar, o conteúdo aprendido fica 100% fresco na memória. No entanto, com o tempo, é como se o cérebro armazenasse apenas o que for considerado importante.

De acordo com a Curva do Esquecimento, 20 minutos depois de estudar você já esquece cerca de 42% do que foi aprendido.

Uma hora depois, você perde 56% das informações, ou seja, mais da metade. Após 30 dias, mais de 80% do conteúdo já foi esquecido.

Portanto, para garantir que tudo que você estudou não se perca, é importante revisar sempre.

Quais os benefícios de revisar?

Além de evitar o esquecimento, a revisão traz inúmeros benefícios para a sua preparação, como:

  • Otimização dos estudos
  • Melhora na memorização
  • Maior número de acertos nas questões e simulados

Existe uma técnica chamada de Sistema de Repetição Espaçada, que auxilia no arquivamento de memórias a longo prazo.

Para garantir que a informação seja fixada de forma definitiva, segundo a técnica, é preciso revisar repetidamente o que foi aprendido.

Como fazer revisão?

Para revisar um conteúdo, é preciso ter em mãos um bom resumo. Portanto, durante o estudo da teoria, faça anotações.

É importante lembrar que resumo não é cópia. Quando você começa apenas a copiar o que o professor está falando, não significa que está realmente aprendendo.

Tente fazer um resumo com suas próprias palavras, mas sempre de forma objetiva. Não adianta escrever muito, pois não estará resumindo.

Se tiver dificuldade para resumir, faça um resumo da forma que está acostumado a fazer e, depois, marque apenas as palavras-chave e assuntos mais relevantes.

É como se você fosse fazer um resumo do seu resumo. Com o tempo, você vai conseguir sintetizar conteúdos de forma objetiva.

Além dos resumos tradicionais, existem diferentes formas de se revisar um conteúdo. Conheça algumas delas:

Mapas mentais

Os mapas mentais consistem no desenvolvimento de um tipo de organograma/ fluxograma com diferentes temas, a partir de uma ideia central.

Flashcards

Traduzido como cartão de memória, o flashcard é uma técnica de revisão que é feita com cartões ou fichas com informações para facilitar a memorização.

Fichamentos

O fichamento é um registro feito em fichas, onde se resume as principais ideias do conteúdo que foi estudado.

Questões e simulados

A prática de exercícios é uma grande aliada na sua preparação e, em alguns momentos, pode servir como forma de revisar o conteúdo, mas não anula a importância da teoria e outras técnicas de revisão.

Áudios

A revisão por áudios é apenas para quem tem facilidade em absorver as informações que escuta. Durante o estudo, é possível montar suas próprias gravações que servirão como revisão.

Como fazer revisãoQuando fazer revisão?

Você precisa entender a revisão de forma estratégica na sua preparação para concursos. Conforme o seu estudo for ganhando qualidade, pode aumentar o volume de revisão.

Como o ritmo de aprendizado é singular, o tempo de revisão pode variar inclusive em cada matéria estudada, de acordo com o seu nível de dificuldade.

Claro que o tempo dedicado ao estudo também vai depender da sua disponibilidade. Caso não tenha muitas horas livre, tente não deixar passar muitos dias para revisar um conteúdo.

No início, faça a revisão em até 15 dias. Conforme for evoluindo nas matérias, pode ir espaçando para, no máximo, 30 dias.

Para organizar o seu cronograma de revisão, tente dar prioridade às matérias com maior dificuldade. Nesses casos, você precisa fazer a revisão em períodos menores.

Além disso, é importante manter a constância. Não fique mais de um mês sem revisar, pois pode acabar regredindo os conteúdos estudados.

Como revisar de forma eficiente?

Apesar de ser eficiente para o aprendizado, a revisão para concursos não deve ser feita de forma burocrática. Isso quer dizer que você não precisa revisar tudo o que estudou.

Você deve focar o seu tempo de revisão nos assuntos que você tem mais dificuldade ou que têm maior peso na prova que irá fazer.

É possível mensurar os conteúdos com mais erros através de simulados e questões. Além disso, o estudo da teoria também é complementar ao processo de revisão.

Caso você perceba que não aprendeu sobre o conteúdo, o indicado é retornar às aulas teóricas para aprender.

Não adianta revisar um assunto que você não aprendeu.

Precisa de ajuda para organizar seus estudos de maneira mais rápida e adaptada à você?

Com uma metodologia inovadora, através da Inteligência Artificial, a EduQC analisa e indica o que você deve estudar para ser aprovado em concursos de nível superior e médio.

Assinatura EduQC

Deixe um comentário