ConcursosDicas

Como montar uma planilha de estudos para concurso público?

Por agosto 14, 2020agosto 28th, 2020Sem comentários
Como montar uma planilha de estudos para concurso público

Estudar é o fator mais importante para aqueles que sonham com a carreira pública. Mas a organização nem sempre é fácil. Uma boa dica é montar uma planilha de estudos para concurso público. Você sabe como fazer uma?

Uma boa organização e planejamento são fundamentais para garantir o sucesso daqueles que estão se preparando para alguma prova.

Ao estudar de forma organizada, você consegue focar e percorrer as matérias, além de exercitar seus conhecimentos e revisá-los.

Qual é a melhor forma de organizar uma rotina rumo ao cargo sonhado? Criando uma planilha de estudos para concurso público.

Por que fazer uma planilha de estudos para concurso público?

Com uma planilha de estudos para concurso público, fica mais simples visualizar o tempo necessário que você precisará se dedicar a estudar cada disciplina.

Ao conhecer esse número, facilita a sua divisão estratégica do conteúdo a ser estudado.

Você terá também mais facilidade em prever em seu cronograma quais serão os melhores dias para resolver questões e simular provas anteriores.

A planilha auxilia no equilíbrio entre teoria e prática, o que desenvolverá o conhecimento de maneira mais completa.

Quais são os benefícios de montar uma planilha de estudos?

O principal benefício de ter um planejamento é que você estuda mais e aprende melhor. Quando não há um plano claro, você pode acabar caindo na procrastinação em vez de iniciar seus estudos.

Conclusão: acaba perdendo muito tempo e energia ao decidir o que estudará.

O ideal é que isso seja feito com antecedência. A falta de uma planilha de estudos para concurso público também afeta a qualidade de aprendizado daquilo que se está estudando.

Sem saber exatamente qual caminho percorrer, você acaba por estudar muito e fica mais ansioso, resultando em baixo rendimento e pouca retenção de conhecimentos.

Como a planilha de estudos deve ser organizada?

O primeiro passo é, antes mesmo de sentar para estudar, definir quais disciplinas estudar e quanto tempo deve ser dedicado a cada uma delas.

Após a definição das disciplinas, você deve dividir o tempo entre três pontos: teoria, prática e revisão.

Veja que o planejamento ideal divide o seu tempo, que é a condição de contorno prática, e não o escopo (capítulos, páginas ou número de exercícios).

Como a planilha de estudos deve ser organizada

O que deve conter na planilha de estudo?

Um erro de candidatos iniciantes e mal-orientados é planejar a planilha de estudos para concurso público por escopo.

Imagine que faltam 100 dias para a prova e você precisa estudar em torno de 10 mil páginas (ou 200 aulas), além de resolver 3 mil exercícios.

Um plano simples, porém de chances mínimas de ser executado na prática, é o de estudar em torno de duas aulas, ou 100 páginas e 30 exercícios por dia, fazendo a revisão daquilo que estudou a cada 24 horas, sete dias ou 30 dias.

Na prática, com um planejamento errado, é provável que, no máximo na segunda semana, o aluno já esteja com o estudo atrasado, desmotivado e cada vez mais desesperado. Esse exemplo não acontece quando há uma meta temporal.

Por exemplo, se o candidato chega do trabalho às 18h, toma banho e se alimenta em seguida, ele terá das 19h às 23h para estudar. Um total de quatro horas brutas para produzir.

Dica: ter noites produtivas de sono é extremamente necessário. Dormir pelo menos sete horas é tão importante quanto estudar.

Quando o estudante se programa para estudar durante três horas líquidas, basta que ele tenha força de vontade para cumpri-la. O cumprimento de metas é o combustível para permanecer firme até alcançar seus objetivos.

Uma ótima forma de aplicar esse planejamento de maneira efetiva é fazendo uso da Técnica Pomodoro, que consiste em estudar num formato em que, a cada 25 ou 30 minutos de foco, cinco minutos de descanso se seguem.

Estudar sem foco resulta em folhear rapidamente páginas de livros e apostilas, chutando qualquer coisa como resposta nas questões e não convertendo em quase nenhum aprendizado de verdade.

Como começar uma planilha de estudos?

O primeiro passo para iniciar uma planilha de estudos é, além de se planejar, analisar sua rotina diária e separar o máximo de tempo possível para estudar.

O ideal é que se estude seis horas por dia, seis vezes por semana. Porém, não adianta planejar metas que não caberão em sua rotina.

Alguns candidatos acabam pecando ao tentar estudar além das horas que conseguirão absorver as informações. De nada vale estudar dez horas por dia, por exemplo, se isso não irá gerar algum resultado funcional. Descansar é importante!

A constância e a consistência dos estudos são bem mais importantes para o aprendizado real que o volume no qual isso é feito.

Estudos indicam que se aprende muito mais estudando duas horas por dia em quatro semanas, do que estudando oito horas todos os dias em uma semana.

Outro fator importante é se avaliar objetivamente nas disciplinas que irá estudar.

A maioria dos candidatos estuda mais aquilo que preferem e que, por consequência, é o que eles sabem mais. Isso é um erro!

O correto é estudar mais firmemente as disciplinas que menos sabe, além daquelas que são mais relevantes para a prova e, depois, o que é mais fácil de aprender.

O que deve ser priorizado na hora de fazer uma planilha?

A planilha de estudos deve, primeiramente, ser realista. É mais válido uma hora estudada que dez horas planejadas.

É melhor estudar duas horas, quando a meta era estudar apenas uma hora e meia, do que estudar cinco horas, quando o objetivo era de oito horas.

Especialistas em psicologia afirmam que, como nas leis da Física sobre inércia, quem cumpre uma meta, tende a continuar cumprindo. O mesmo acontece com quem descumpre. Este tende a permanecer descumprindo.

O que considerar na hora de montar uma planilha?

Para montar uma planilha de estudos para concurso público funcional, existem alguns fatores que devem ser considerados para que você consiga colocá-la em prática sem maiores problemas. São eles:

1. Tempo

Quanto tempo disponível para focar nos estudos você tem? Faça uma análise de acordo com a sua rotina e defina quanto tempo poderá dedicar aos seus estudos.

2. Área

Busque compreender a fundo a área do concurso público o qual está buscando a aprovação. Procure editais e exames passados, além de conhecer bem a banca organizadora antes de iniciar.

3. Disciplinas

Faça uma análise pessoal para entender quais são as disciplinas que você têm mais facilidade e mais dificuldade para aprender. Isso vai ser importante na hora de segmentar o tempo dedicado a cada uma delas durante seus estudos.

Saber quais disciplinas pesam mais no exame também é de grande importância para obter melhores resultados.

4. Trabalho

A rotina de um candidato que trabalha durante o dia pode ser bem cansativa. Portanto, não se cobre demais na hora de criar sua planilha.

5. Intervalos

Estudar e se manter focado por horas a fio pode ser desafiador. Ficar horas e horas “preso” dentro de um tema pode resultar em um desgaste mental.

Faça uso de pequenos intervalos de tempos em tempos. Isso ajudará a ter melhor rendimento durante os estudos. 

6. Descanso 

Não negligencie seus momentos de descanso. Um cérebro cansado não consegue ter um rendimento amplo. Saiba o momento de parar.

Montando uma planilha de estudos

É possível montar de diversas formas a planilha. Há quem prefira fazer no papel sulfite, assim como há aqueles que preferem usar programas como Word, Excel ou até mesmo Google Agenda.

Para começar, é interessante que, em cada dia útil de estudos, seja inserida a disciplina a ser estudada, o horário de início e término, além de outras pequenas notas necessárias.

Abaixo, dois modelos funcionais que funcionam no formato de ciclos de estudo:

Planilha no Excel

Planilha no word

Dessa forma, há tempo suficiente para estudar as matérias, além de conseguir revisá-las após seu estudo, em vez de dias ou semanas depois.

Sendo assim, o estudante consegue dar um peso a cada matéria, sabendo qual é a mais importante ou aquelas em que têm maior dificuldade de aprendizado.

Conheça a EduQC Concursos e saiba como a plataforma pode ajudar na sua preparação usando tecnologia e Inteligência Artificial.

Deixe um comentário