ConcursosPolicial

Conheça a carreira de policial rodoviário federal

Por agosto 7, 2020agosto 12th, 2020Sem comentários
Policial Rodoviario Federal

Se você sonha se tornar um policial rodoviário federal, precisa saber tudo sobre o cargo. Mas, antes disso, é fundamental também compreender o que representa a PRF.

A Polícia Rodoviária Federal surgiu em 1928 e, até os dias atuais, passou por inúmeras mudanças. Hoje, seu propósito é realizar o policiamento ostensivo nos mais de 65 mil quilômetros de rodovias federais brasileiras.

Em sua criação, era conhecida como a “Polícia de Estradas”, mas após a Constituição Federal de 1988, a PRF passou a integrar o Sistema Nacional de Segurança Pública.

Sua missão é fazer a segurança das rodovias e áreas de interesse da União, por meio de patrulhamento, perícias, fiscalização e outros.

As competências da Polícia Rodoviária Federal estão definidas no decreto Nº 1.655, de 3 de outubro de 1995.

A novidade é que, com a grande chance de autorização de um concurso da Polícia Rodoviária Federal ainda em 2020, surgem diversas dúvidas relacionadas à carreira. Conheça mais sobre!

O que você vai encontrar por aqui?

  1. O que faz um policial rodoviário federal?
  2. Como é a carreira na PRF?
  3. Qual o salário e benefícios de um policial da PRF?
  4. Quem pode fazer um concurso para a PRF?
  5. Quais são as matérias cobradas na prova da PRF?
  6. Como é a avaliação psicológica para policial rodoviário federal?
  7. Como é a investigação social no concurso PRF?
  8. Como se preparar para o concurso PRF?

1. O que faz um policial rodoviário federal?

O policial rodoviário federal executa as atividades fim da PRF, como planejamento de operações, fiscalizações de trânsito e combate à criminalidade nas rodovias.

A PRF também conta com o cargo de agente administrativo, que fica responsável por executar as atividades administrativas e de apoio técnico.

Suas atividades não possuem uma rotina específica. A função vai desde manter e fiscalizar o trânsito nas principais rodovias do Brasil a ter participação em operações de combate às drogas, trabalho escravo, exploração infantil, entre outras atividades.

O policial rodoviário federal pode trabalhar nos seguintes locais: na Sede da PRF, em Brasília, em alguma das 27 superintendências regionais, 150 delegacias ou 413 unidades operacionais, somando mais de 550 unidades em todo o país.

2. Como é a carreira na PRF?

O policial rodoviário federal atua nas rodovias federais. Estes profissionais zelam pela segurança de nossas vias, não apenas em questões relacionadas ao trânsito, mas também no que se refere à Segurança Pública.

A instituição, com o passar dos anos, vem tendo cada vez mais desempenho em atividades de inteligência para o combate ao tráfico de drogas, armas de fogo e pessoas.

Os policiais rodoviários federais, além de fazerem atuações investigativas e trabalhos internos no escritório, também têm atuação ostensiva, cuidando do trânsito e combatendo os crimes que ocorrem nesses espaços.

Sua jornada de trabalho mais comum é em formato de regime de plantão de 24 horas de trabalho, seguidos de 72 horas de folga.

3. Qual o salário e benefícios de um policial da PRF?

Atualmente, o salário inicial de um policial rodoviário federal é de R$10.357,88, já tendo incluído o valor do auxílio-alimentação de R$458. Os agentes que possuem filhos têm direito a um auxílio-creche de R$321.

Ainda além da remuneração, o agente da PRF recebe algumas gratificações, como: atividade de risco e por operações especiais.

4. Quem pode fazer um concurso para a PRF?

Pessoas de ambos os sexos, com idade entre 18 e 65 anos e que esteja dentro dos seguintes requisitos:

  • Ter nacionalidade brasileira ou portuguesa e, no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos.
  • Gozar dos direitos políticos.
  • Estar quite com as obrigações eleitorais.
  • Estar quite com as obrigações do Serviço Militar, para os candidatos do sexo masculino.
  • Não estar incompatibilizado para nova investidura em cargo público.
  • Ter, na data da matrícula no Curso de Formação Profissional, idade mínima de 18 anos e máxima de 65 anos.
  • Ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo.
  • Apresentar o diploma de curso superior completo, em nível de graduação, devidamente reconhecido pelo – Ministério da Educação, fornecido por instituição de ensino superior em situação regular junto àquele ministério.
  • Estar habilitado para dirigir veículo automotor, categoria “B” ou superior.
  • Ter sido aprovado em todas as fases e etapas do concurso público e classificado dentro do número de vagas.
  • Outros requisitos estabelecidos no edital do concurso, conforme as exigências das atribuições do cargo.

Além de cumprir os requisitos acima, o futuro agente da polícia rodoviária federal precisa passar por uma série de exames médicos para uma avaliação clínica, que deverá ser apresentada no ato da posse, atestando a capacidade física e mental do candidato para exercer as funções do cargo. A avaliação de saúde é eliminatória.

O laudo de inspeção, de acordo com o último edital publicado em 2018, só pode ser emitido por médicos oficiais que sejam vinculados aos serviços públicos, seja federal, estadual ou municipal.

Estão incluídos médicos das Forças Armadas, Polícias Militares e Corpos de Bombeiro Militar.

Em 2018 os convocados precisaram apresentar os seguintes exames:

  • Hemograma completo e VHS
  • Glicemia de jejum
  • Perfil Lipídico (CT, LDL, VLDL, HDL e Triglicerídios)
  • Dosagem de eletrólitos (sódio, potássio, magnésio, cálcio e cloretos)
  • Tipagem sanguínea – ABO e fator Rh
  • Ureia
  • Creatinina
  • V.D.R.L (sorologia para Lues)
  • Pesquisa para Doença de Chagas (imunofluorescência ou reação Machado e Guerreiro)
  • Exame de urina (E.A.S – elementos anormais e sedimentoscopia)
  • Exame parasitológico de fezes

5. Quais são as matérias cobradas na prova da PRF?

Na última prova, foram cobradas 120 questões divididas em três grupos: bloco I – 50, bloco II – 40 e bloco III – 30. São elas:

Bloco I

  • Português
  • Raciocínio Lógico-Matemático
  • Informática
  • Noções de Física
  • Ética no Serviço Público
  • Geopolítica Brasileira
  • História da PRF

Bloco II

  • Legislação de Trânsito

Bloco III

  • Noções de Direito Administrativo
  • Noções de Direito Constitucional
  • Noções de Direito Penal e de Processual Penal
  • Legislação Especial
  • Direitos Humanos e Cidadania

6. Como é a avaliação psicológica para policial rodoviário federal?

Os candidatos considerados aptos na avaliação de saúde são convocados para uma avaliação psicológica, que consiste na aplicação e avaliação de instrumentos e técnicas psicológicas.

Essa etapa do concurso tem por objetivo averiguar e avaliar se o candidato tem características psicológicas compatíveis com o cargo.

Também são avaliados requisitos que possam impedir ou restringir o desempenho das funções do futuro agente, como: impulsividade exacerbada e agressividade inadequada.

Como funciona?

  • Personalidade: controle emocional, empatia, liderança, tomada de decisão, dinamismo, comunicabilidade, planejamento, organização, relacionamento interpessoal, persistência, prudência, objetividade, criatividade/inovação, urbanidade, comprometimento, autoconfiança, assertividade, proatividade, entre outros.
  • Raciocínio: raciocínio espacial, raciocínio lógico, raciocínio verbal.
  • Habilidades específicas: atenção concentrada/sustentada, atenção dividida/difusa, memória visual.

7. Como é a investigação social no concurso PRF?

Para identificar se o candidato a agente da Polícia Rodoviária Federal é compatível com o cargo desejado, são feitas investigações nos âmbitos social, funcional, cível e criminal.

A investigação ocorre logo na inscrição do concurso público, passando pela primeira e segunda etapas, até a nomeação.

O objetivo da investigação é fazer uma avaliação comportamental e de idoneidade moral dos candidatos, analisando qualidades como: honra, consideração pública, respeitabilidade, dignidade, seriedade e bons costumes.

Algumas situações que podem caracterizar incompatibilidade com o cargo são:

  • Uso de droga ilícita de qualquer espécie.
  • Prática habitual do jogo proibido.
  • Habitualidade em descumprir obrigações legítimas.
  • Prática de ato tipificado como infração penal.
  • Demissão de cargo público ou destituição de cargo em comissão, no exercício da função pública, em qualquer órgão da administração direta e indireta, nas esferas federal, estadual, distrital e municipal, mesmo que com base em legislação especial.
  • Demissão por justa causa nos termos da legislação trabalhista.
  • Falsa omissão de registro relevante sobre sua vida pregressa ou inexatidão dos dados declarados pelo candidato.
  • Contumácia em cometer infrações contidas no Código de Trânsito Brasileiro que coloquem em risco a integridade física ou a vida de outras pessoas.
  • Mandado de prisão em seu desfavor.
  • Reincidência na prática de transgressões ou faltas disciplinares.
  • Participação ou filiação como membro, sócio ou dirigente de entidade ou organização cujo funcionamento seja legalmente proibido ou contrário às instituições constitucionais ou ao regime vigente.

8. Como se preparar para o concurso PRF?

A melhor forma de se preparar para o concurso da Polícia Rodoviária Federal é usando o último edital como referência.

Como o último concurso não aconteceu há muito tempo, a tendência é que a PRF siga como parâmetro o edital de 2018 para elaborar o concurso 2020/2021. A dica para quem está se preparando para este concurso é: pegue o edital de 2018 e estude tendo ele como base.

A prova da PRF exige um nível de conhecimento bastante alto dos seus candidatos, já que a mesma é de nível superior.

O futuro policial precisa começar seus estudos o quanto antes, mesmo sem edital publicado, para obter êxito e ser aprovado no concurso.

Para começar a se preparar antes mesmo da liberação do edital, conheça a EduQC Concursos para te ajudar a elaborar um plano de estudos personalizado e baseado na sua própria necessidade!

Conheça a EduQC Concursos!

Deixe um comentário