Diplomacia

Entenda como funciona o plano de carreira de um diplomata

Por agosto 24, 2017Sem comentários

A primeira etapa do Concurso para diplomatas do Itamaraty, que aconteceu no último dia 13, reuniu quase seis mil candidatos que disputam 30 vagas. Isso significa que, embora a vaga seja bastante concorrida, a aprovação se torna possível quando se tem foco, determinação e uma preparação adequada.

Campo de atuação de um diplomata

O campo de atuação de um diplomata é bastante vasto: o servidor público que atua na área de diplomacia pode desempenhar suas funções tanto dentro de seu país de origem, assumindo funções no Ministério das Relações Exteriores, no Distrito Federal e em escritórios regionais do órgão, como no exterior, cuja atuação de um diplomata se dá por meio do trabalho nas embaixadas e consulados que representam o Brasil em outros países.
Diplomatas também podem desempenhar funções importantes em missões internacionais e ocupar cargos na Organização das Nações Unidas.

Plano de carreira de diplomatas

Como todo servidor público, o aprovado no concurso público para diplomacia pode contar com a estabilidade profissional e um salário atraente. No entanto, um dos grandes diferenciais na carreira pública internacional é a possibilidade de ter um plano de carreira bem definido e estruturado, o qual é composto por seis níveis. Veja abaixo:

  • Terceiro-secretário: é o cargo que o aprovado no concurso recebe ao tomar posse.
  • Segundo-secretário;
  • Primeiro-secretário;
  • Conselheiro;
  • Ministro de Segunda Classe, e
  • Embaixador (ou Ministro de Primeira Classe).

A promoção acontece por mérito e após, ao menos, três anos em cada classe. Depois de tomar posse, o futuro diplomata inicia o Curso de Formação do Instituto Rio Branco e já começa a receber um bom salário. Para assumir o cargo de embaixador são necessários, no mínimo, 20 anos de experiência.

Características para se tornar um bom diplomata

Embora não há restrição quanto a formação superior de um futuro diplomata, é necessário que o candidato tenha um conhecimento muito vasto sobre diversos assuntos como Direito Interno e Direito Internacional Público, Economia, História do Brasil, Língua Portuguesa e demais idiomas, entre outros.
No entanto, uma pessoa que deseja entrar para o funcionalismo público internacional deve ter interesse e conhecimento sobre as principais questões internacionais, especialmente com os países com os quais o Brasil mantêm um relacionamento mais próximo, conhecer bem outras culturas, ser proativo e saber trabalhar bem sob pressão.
E aí? Você é um forte candidato à carreira diplomática?

Comece a se preparar para sua nova carreira


 
Na plataforma da EduQC Concursos em concursos para Diplomacia você encontra tudo o que você precisa para começar a sua preparação para esse e outros concursos. Lá, você estuda com simulados e consegue cobrir todas as questões pedidas no edital.
Além disso, você consegue organizar o seu tempo de estudo pelas disciplinas que mais precisa se aplicar e ainda testa seus conhecimentos, constantemente. Quer saber mais? Clique aqui e conheça a nossa metodologia.
 

Deixe um comentário